Cuidados com Violão, Guitarra e Baixo

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Cuidados com Violão, Guitarra e Baixo

Troque as cordas com frequência

As cordas tem um vida útil e é necessário ficar atento para que você não tenha surpresas, principalmente se você toca com frequência, seja ao vivo, em ensaios com os amigos ou estudando no seu quarto.

Com o tempo a corda “enfraquece” e o risco de arrebentar aumenta, fora o brilho que é cada vez menor mudando um pouco o timbre do instrumento.

Uma dica é ferver as cordas, isso mesmo, coloque as cordas em uma panela velha com agua até perto da boca e deixe ferver. A agua ficará escura e bem nojenta mas vale a pena porque sua corda recuperará um pouco do brilho e durará um pouco mais. Esse processo pode ser feito apenas uma vez, se for repetido muitas vezes a corda irá quebrar com certeza.

Limpe seu instrumento

Sempre que tocar e de preferência quando trocar as cordas do seu instrumento faça uma limpeza. Para fazer isso você usará uma flanela com apenas um pingo de limpador multiuso (bem pouco mesmo), passe por todo o corpo e atrás do braço, não passe na escala. Caso tenha alguma experiência ou confiança com seu instrumento e para um resultado melhor você poderá desmontar a ponte (no caso de guitarra e baixo). Se as tarraxas tiverem ferrugem coloque de molho em um copo plástico com lubrificante líquido por cerca de um dia, retire e limpe com flanela ou estopa, a ferrugem saíra com facilidade. Ajuda muito limpar as cordas sempre que tocar, mantenha uma flanela em sua bag.

Mantenha seu instrumento regulado

A regulagem do instrumento é tão importante quanto a afinação, aliás sem uma regulagem adequada seu instrumento não afinará corretamente.

Um teste simples para saber se a regulagem está em dia é conferir as oitavas. Para fazer isso pegue um afinador, afine seu instrumento e após todas as cordas estarem prontas toque a décima segunda casa de seu instrumento, como é a oitava, deverá afinar exatamente com as notas das cordas soltas. Se não estiver batendo você precisará de um luthier para regular.

Cuidado com o local

As vezes nos descuidamos e colocamos nosso instrumento em lugares que a longo prazo podem estraga-lo.

Se você costuma deixar seu violão/guitarra/baixo em cima do guarda roupa (com algo por cima principalmente), encostado o dia todo em uma parede sendo que o único apoio é o braço do instrumento ou exposto ao ar livre, você está correndo o risco que seu instrumento fique com o braço “empenado” ou com o corpo deformado no caso de violões.

Procure sempre guardar seu instrumento em lugares em que ele possa, de preferência, ficar em um suporte apropriado e se ainda puder ficar de fácil acesso você sempre terá disposição para estudar já que não terá o trabalho de pegar em cima do guarda-roupa ou dentro do armário.

Seguindo os passos acima você sempre terá um instrumento conservado e pronto para tocar.

More to explorer

sim sp

SIM São Paulo – O Que Vai Ter?

Que bom! Mais um ano desse evento super dinâmico que está atraindo muitos olhares para o mercado da música no Brasil. A

curso de canto

Curso de Canto

Motivos para aprender canto Possuir maior segurança para falar em público (nestes casos podemos proporcionar experiências gradativas de interação ao vivo). Cantar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Enviar